15 momentos importantes da história da República Brasileira.

No dia 15 de novembro de 1889, a República foi proclamada no Brasil. Foi o início do período moderno da política do país, com alternância de poder, uma gradual democratização e muitos conflitos. Confira 15 momentos importantes da história da nossa República.
1. Proclamação
Com a crise da monarquia, desgastada por uma série de ações do imperador Dom Pedro II, e por um fortalecimento do movimento republicano, o Marechal Deodoro da Fonseca liderou um golpe militar que depôs o imperador e estabeleceu um governo provisório comandado por ele próprio. Em 15 de novembro de 1889, nascia a República brasileira.


2. Primeiro presidente civil
Prudente de Morais já estava no governo dos militares, chegando a disputar a primeira eleição brasileira com o Marechal Deodoro da Fonseca, mas perdendo. Representante da oligarquia cafeeira de São Paulo, Morais foi membro do Senado e da Constituinte, e ganhou as eleições de 1894. Começava aí a política do “café-com-leite”, entre as oligarquias paulista e mineira na alternância do poder.

3. Revoltas
A mudança de regime no governo brasileiro desencadeou, direta e indiretamente, uma série de conflitos no Brasil. Foram marcantes, entre outras, a Revolução Federalista (1893-1895), lideradas por gaúchos que queriam mais autonomia, e as revoltas messiânicas de Canudos (1896-1897) e Contestado (1912-1916), nas quais o Estado interveio, matando milhares de brasileiros.

4. Movimento Tenentista
Descontentes com a situação política, oficiais de baixa patente se articularam em revoltas e movimentos de pressão por mudanças estruturais. Exigiam, entre outros, o voto secreto e uma reforma na educação pública. Os episódios mais importantes foram a Revolta dos 18 do Forte de Copacabana, em 1922; a Revolta Paulista de 1924; e a Coluna Prestes, que atuou de 1922 a 1953.

5. Revolução de 30
Quando a oligarquia paulista rompeu com a mineira, a candidatura do paulista Júlio Prestes foi lançada. Ele, porém, não chegou a tomar posse. Mineiros, paraibanos e gaúchos deram um golpe que depôs o presidente em exercício, Washington Luiz, e colocaram Getúlio Vargas para assumir o governo provisório. Foi o fim da República Velha e o início da Era Vargas.

6. Estado NovoAproveitando a ameaça de um plano comunista, o gaúcho Getúlio Vargas dá um golpe de Estado, com o apoio da classe média e dos militares, e toma o poder antes das eleições de 1938. No poder, Vargas fecha o Congresso e impõe uma nova Constituição, baseada no modelo autoritário da Polônia daquela época. O período ficou marcado como uma ditadura civil, com órgãos de controle e propaganda e repressão a movimentos políticos, terminando apenas após o fim da Segunda Guerra Mundial.

7. Populismo
Com o fim da Era Vargas, em 1945, o país entra em um período de populismo político, em que a figura do governante é central para a campanha. Foram presidentes neste período Eurico Gaspar Dutra, Getúlio Vargas, Juscelino Kubistchek, Jânio Quadros e João Goulart. O período foi marcado por liberalismo e por uma maior democratização dos processos políticos.

8. Suicídio de Getúlio
Getúlio Vargas volta à Presidência da República em 1950, agora em um período democrático, mas sente dificuldade em governar sem uma maioria absoluta no Congresso. Após muitas reviravoltas em seu governo, oposicionistas liderados pelo jornalista Carlos Lacerda exigem o impeachment de Vargas. Perseguido e derrotado, o presidente se suicida com um tiro no peito no Palácio do Catete, no dia 24 de agosto de 1954. A partir daí, os oposicionistas foram perseguidos e levariam mais dez anos para finalmente tomar o poder.

9. Construção de Brasília
A lei nº 2.874, de 1956, transferia a capital federal do Rio de Janeiro a Brasília, cidade que começou a ser construída naquele mesmo ano, com o propósito de colocar a capital no centro do país. Com projeto inovador do urbanista Lucio Costa e do arquiteto Oscar Niemeyer, Brasília levou quatro anos e US$ 1 bilhão até ficar pronta.

10. Golpe militar
Em meio ao clima da Guerra Fria, militares e classes conservadoras tomam as ruas, receosos com as tendências comunistas do governo de João Goulart, que deu abertura às organizações sociais. Goulart, temendo uma guerra civil, se exila no Uruguai. Os militares tomam o poder e decretam o Ato Institucional número 1, em 1964, dando início a um período de 20 anos com militares no comando do país.

11. AI-5
O mais duro Ato Institucional declarado durante a ditadura entrou em vigor em 13 de dezembro de 1968, durante o governo Costa e Silva. Entre seus efeitos, a proibição de passeatas políticas, a instauração de censura para veículos de comunicação e uma série de direitos conferidos ao presidente são os mais notórios. O AI-5 representou o recrudescimento do regime militar.

12. Anistia
Promulgada em agosto de 1979, a Lei 6.683 concedia anistia “ampla, geral e irrestrita” a todos que cometeram crimes políticos entre 1961 e 1979. Isso permitiu que muitos brasileiros exilados no exterior pudessem retornar ao Brasil. Historiadores apontam a Lei da Anistia como o começo do fim da ditadura.

13. Redemocratização
Com a ditadura enfraquecida e uma abertura política gradual, milhões de pessoas vão às ruas pedir eleições diretas para presidente, em apoio à “Emenda Dante de Oliveira”, uma PEC que implementava o sistema. A emenda foi rejeitada, mas em 1988 uma nova Constituição foi escrita, dando início ao período moderno de democracia no país, que permitiu momentos como a eleição de um sindicalista e da primeira mulher presidente brasileira.

14. Impeachment
Descontentes com o governo de Fernando Collor, responsável por bloquear a poupança dos brasileiros e acusado de corrupção, milhões de cidadãos com as faces pintadas de preto fazem passeatas, em agosto de 1992, pedindo impeachment. O movimento ficou conhecido como “geração cara-pintada”. A Câmara decide pelo impeachment de Collor. Ele é afastado em 2 de outubro de 1992 e o vice, Itamar Franco, assume a Presidência. Itamar foi sucedido por Fernando Henrique Cardoso (1995-1998 e 1999- 2002), Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006 e 2007-2010) e Dilma Rousseff (2011).

15. Jornadas de junho
A partir de uma passeata simples pela redução de 20 centavos na tarifa de ônibus em São Paulo, em junho de 2013, duramente reprimida por forças policiais, milhões de brasileiros foram às ruas em diversos estados em solidariedade aos civis feridos e também por serviços públicos de qualidade, como saúde e educação. Ficou famosa a expressão “não é só pelos 20 centavos”, em referência à causa inicial dos protestos.


Como ter uma vida sexual ativa em qualquer idade

Pensar e falar sobre sexo pode ajudar na vida íntima
A diminuição da vida sexual é vista como parte natural do envelhecimento. No entanto, segundo o terapeuta sexual Marty Klein, esta situação não precisa ser assim. Autor de seis livros sobre o assunto, Klein disse que as precisam desenvolver um modelo diferente de sexualidade.

Segundo ele, a maneira como se pensa em sexo determina a qualidade dos relacionamentos íntimo. A chave para a satisfação sexual em qualquer idade é o que ele chama de "inteligência sexual" - "uma mudança nas ideias pré-concebidas sobre nós mesmos, nossos corpos e nossas expectativas".
Aceite o novo físico - Seu corpo não é o que era, mas é o único que você tem. É difícil ter uma vida sexual e sustentar o desejo se estamos constantemente a questionar a nossa própria aparência, bem como a do parceiro. Esqueça a forma do seu corpo, ignore celulite ou barriga e deixe que o sexo aconteça, sem insegurança ou julgamentos.
Deixe para lavar roupa depois - O cenário perfeito ajuda na vida íntima. As pessoas levam uma vida corrida, mas ainda dá tempo para ter relações sexuais, basta colocar coisas menos prioritárias em segundo plano.
Agende relações sexuais - As pessoas acreditam que o ato sexual deve ser "natural" e "espontâneo", como aparentemente acontece no início do relacionamento. Porém, a verdade é que uma das pessoas já havia planejado ter relações sexuais e até a forma como chegar na outra pessoa para o ato acontecer. Os afazeres diários exigem um planejamento para a intimidade, de acordo com Klein.
Como dizer não - No início da relação, ninguém precisa iniciar o sexo, o casal simplesmente faz amor sempre que as circunstâncias permitem. Depois, a vida íntima cai em um padrão que é: um parceiro tenta instigar o desejo sexual e deixa para a outra pessoa aceitar ou não. Klein alertou que se a mulher não quer ter relações, precisa encontrar uma maneira de dizer ao parceiro sem que ele se sinta rejeitado.
Fale sobre sexo - Alguns casais acreditam que qualquer conversa sobre sexo acaba com o romance e preferem ficar em silêncio, como se fosse um tema intocável. Segundo Klein, é muito importante manifestar desejos, satisfações e novas ideias para a vida íntima.
Esqueça a segunda taça de vinho - A mistura álcool e sexo não atinge apenas os jovens, muitos adultos também têm o costume de fazer esta combinação ruim. As bebidas podem ter um sério impacto sobre sexualidade e satisfação sexual, segundo Klein. "Como Shakespeare coloca em Macbeth: 'O álcool provoca o desejo, mas tira o desempenho'", citou o especialista. O ideal é ingerir apenas uma pequena taça de vinho antes da relação.
Coloque meias nos pés frios - Somos culturalmente condicionados a pensar que certas práticas são inadequadas. Estar sexy não significa necessariamente vestir lingerie e salto alto. Segundo Klein, cada casal precisa criar a própria imagem do que é sensual. Ter relações sexuais vestindo meias pode não ser tão ruim.


A vontade de vencer !

O homem é dotado de inteligência e vontade.
A inteligência é muito importante, pois nos dá a capacidade de discernir , distinguir.
Mas é a vontade que nos faz caminhar, que nos faz vencer.
Inteligência sem vontade não faz o menor sentido prático.
É preciso que a cada dia lutemos para vencer os desafios de hoje.
É preciso que a cada dia lutemos ardentemente para estar em dia com as coisas novas.
É com a vontade que iremos vencer a preguiça e o comodismo.
Sinta sempre a emoção de tentar, errar e acertar, só assim você conseguirá vencer os desafios.
Lembre-se sempre de que a "vontade" é mais importante que a "inteligência".
Se você "quiser" (realmente com vontade de querer) você vencerá!


Veja Tambem no Dicas











Sonhe alto !

"Sonhar Alto", imaginar-se vencedor, vencendo todos os obstáculos que surgem durante a caminhada estudantil e profissional é hoje ingrediente fundamental para o sucesso.
Pessoas derrotistas, que não sonham ou que sonham "baixo", achando-se sempre prejudicadas, vencidas, não conseguem vencer os desafios de um mundo cada vez mais ágil, veloz e competitivo.
A atenta leitura das biografias dos grandes homens, dos grandes empresários e mesmo dos artistas, mostra claramente que um dos mais importantes fatores de motivação de que sempre fizeram uso foi o "sonhar alto". Essas pessoas nunca se conformaram com a pequenez, com a mediocridade, com a derrota. Sempre "viram-se" vencedoras. E aí, tornaram-se vencedoras!
Numa época de crise, de dificuldades, o grande perigo que corremos é o de nos deixarmos contaminar por esse clima devastador de qualquer sucesso. Pessoas que vivem reclamando de tudo e de todos, pessoas que só prestam atenção às desgraças, pessoas que não conseguem ter uma visão positiva, na verdade, percorrem, com muita rapidez, o caminho do fracasso.
Sonhar alto.
Pensar alto.
Agir de acordo com esses pensamentos é uma lição que todos devemos aprender e praticar. Pense nisso.


Veja Tambem no Dicas






Só não erra quem não faz !

Há pessoas que têm um medo muito grande de errar.
Esse medo faz com que elas acabem deixando de fazer muitas coisas, de participar, de lutar, de se envolver.
Às vezes, o medo de errar é tão grande que essas pessoas ficam literalmente "travadas" e nem sequer se sentem confortáveis ao emitir uma opinião.
Pessoas assim estão fadadas ao fracasso. O tempo dos "mornos" realmente acabou.
Hoje é preciso decidir, fazer, tentar, participar, descer do muro e assumir posições com coragem, lealdade e confiança. Pessoas que não se envolvem, não participam, nada fazem e, portanto, nunca erram, são hoje avaliadas como medíocres e, hoje, ninguém tem o direito de ser medíocre.
Errar, não só é humano como necessário. O crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem se fazem muito mais através da análise de nossos erros do que pelo louvor de nossos acertos.
É preciso ter a coragem de errar.
Gostaria de sugerir que você fizesse uma auto-análise de seu comportamento com relação ao medo de errar, de fazer. Lembre-se: Só não erra quem não faz!


Veja Tambem no Dicas







Tenha a atitude de aprender sempre

Tenho ficado preocupado com pessoas que conheço há muito tempo, que não fazem um curso, não participam de um seminário, não lêem um livro.
Porque são pessoas razoavelmente bem-sucedidas e realizadas, pensam não precisar mais aprender.
Esse é um grande e perigoso engano! Além disso, essas pessoas perderam o costume de ouvir. Ficaram tão cheias de si e da pretensa sabedoria que pensam possuir, que adotam uma atitude arrogante perante os outros e, principalmente, perante o saber.
Essa é uma doença grave que pode atingir qualquer pessoa. A atitude de achar que não se tem tempo para participar de um curso, de um seminário, e que isso é coisa só para os outros é de uma ignorância incrível.
Muito cuidado! Veja se você não está nessa situação.

  • Quando foi o último curso de que você participou?
  • Quando foi o último seminário a que você foi?
  • Qual foi o último livro que você leu?
  • Você tem a humildade de reconhecer que ainda precisa aprender muito?
Essas são perguntas fundamentais para se vencer os desafios da qualidade e da competitividade dos dias de hoje.
Procure não perder nenhuma oportunidade de crescer, aperfeiçoar-se com a experiência alheia, trocar idéias, enfim, aprender.


Veja Tambem no Dicas






Dicas para o Século 21

Para você vencer no Século XXI, aqui vão algumas dicas:

  • Acredite em você! Os jornais, revistas, TVs trazem notícias negadoras e negativas o tempo todo. No dia seguinte, aquela notícia nem será mais lembrada e você continuará vivo. Acredite menos nas notícias ruins e mais em si próprio e na sua capacidade de vencer!
  • Esteja sempre pronto para mudar! Daqui para a frente, a única certeza estável que teremos é a certeza de que tudo vai mudar.
  • Não fique preso ao passado! Tenha as três características principais das pessoas que vencem:
  1. Seja comprometido com tudo o que fizer;
  2. Preste atenção aos detalhes em tudo o que fizer;
  3. Faça tudo com começo, meio e fim, isto é, termine as coisas que começa.
  • Aprenda inglês e espanhol São ferramentas fundamentais para vencer.
  • Seja amigável com computadores. Saiba usar um bom editor de texto, uma boa planilha de cálculo, um bom programa de apresentação, um bom programa de banco de dados.
  • Seja amigável com a Internet. Entre em sites que lhe dêem informação atualizada. A informação será o grande diferencial das pessoas no futuro. 
  • Conheça sites de universidades. Faça cursos via Internet dentro do seu próprio ritmo. Use e abuse da Internet para vencer!





Cuidado para não desistir no meio do caminho

Oswaldo Cruz, o grande sanitarista brasileiro, tinha uma frase que sempre repetia aos seus companheiros na luta pelo saneamento básico brasileiro em sua época: "NÃO ESMORECER, PARA NÃO DESMERECER''.


Tenho visto em muitas empresas uma coisa extremamente desagradável. Muitos projetos começados, muitas idéias iniciadas, muitos programas lançados com grande alarde infelizmente não chegam ao fim. Não chegam sequer ao ponto em que se possa avaliar a sua real utilidade. Os diretores, os gerentes, os chefes, os supervisores, as pessoas enfim, desistem no meio da jornada. Param no meio do caminho.
Quantos programas espetaculares de Qualidade Total, Defeito Zero e outros como visitas a clientes, a fornecedores, a pontos-de-venda, pesquisas de índice de satisfação do funcionário, sistemas de bonificação, cursos, seminários etc.; começam na empresa e não têm continuidade. As pessoas desistem antes desses projetos poderem firmar-se, dizer para que vieram, mostrar seus primeiros resultados.
Há um imediatismo que precisa ser vencido. Tudo, para ser bem-feito, leva tempo. Vejam os programas de Qualidade Total. Eles exigem perseverança, tenacidade, atenção aos detalhes, acompanhamento e envolvimento de todos os diretores, gerentes e pessoal de cúpula para que possam dar resultado. E esses resultados nem sempre vêm imediatamente. Além disso, esses programas custam dinheiro, tomam tempo dos executivos. A verdade é que quando essas exigências se mostram absolutamente necessárias, muitas empresas desistem, esmorecem, fracassam.
Gostaria que você se perguntasse e a seu pessoal: Como estão os programas que começamos? Damos seguimento ao que começamos? Damos energia, tempo, dedicação aos projetos e programas que iniciamos? Temos comprometimento com esses projetos? Temos tido paciência para esperar que os resultados apareçam? Não esmoreça. Dê continuidade. Prestigie. Acompanhe. Tenha calma. Leia os relatórios. Ouça as conclusões. Vibre com os resultados. Valorize seu pessoal. Seja um exemplo de participação e envolvimento. Sucesso!


Veja Tambem no Dicas


Saiba como relaxar

O mundo de hoje é extremamente tenso. A tensão leva à ansiedade. A ansiedade traz a tensão, num círculo vicioso dos mais graves para a saúde do executivo. Pessoas tensas, nervosas, não conseguem decidir bem. Têm a sua visão do mundo perturbada pela ansiedade e pelo medo do futuro. Pessoas tensas são quase sempre negativas, negadoras e levam esse negativismo para todo lugar, criando um clima desolador de fracasso.


É preciso saber relaxar. Há muitos cursos e livros que ensinam técnicas de relaxamento. Todas são válidas. O mundo de hoje exige que nos utilizemos dessas técnicas. A criatividade não pode ocorrer numa mente tensa. A inovação exige paz, calma. Temos que aprender a reconhecer o valor de nosso subconsciente para podermos vencer os desafios da modernidade. Tire férias. Exija que seu pessoal tire férias.
Não permita às pessoas que trabalham com você que sejam "estouradas" de tanto trabalhar e não descansar, não relaxar. Não SE permita isso! O que antigamente poderia ser uma virtude (trabalhar sem tirar férias, sem descansar) é hoje um crime. As pessoas pensam estar ganhando.
As empresas pensam estar ganhando, mas na verdade todos perdem num ambiente onde as pessoas vivem sobrecarregadas de serviço e tensão. Os problemas não passarão com a sua ansiedade. Eles só piorarão. A crise não passará porque você não tira férias há anos. Pense nisso. Relaxe. Sucesso!


Veja Tambem no Dicas








20 Caminhos para um efetivo fazer acontecer

Como Fazer Acontecer

"Coloque as idéias em ação. Lembre-se que uma idéia razoável colocada em ação é muito melhor que uma grande idéia arquivada."
Em nossas dicas  - "Como ser criativo" você viu, entre as 20 maneiras de ser mais criativo.
Pesquisas junto a presidentes de empresas reforçam a importância dessa dica. Grande número de executivos dizem: "Em nossa empresa muitas pessoas têm idéias. Poucas, porém, são aquelas que conseguem fazer as idéias realmente acontecerem..."
A capacidade de fazer acontecer parece ser, nos dias de hoje fundamental para o sucesso. Seja na escola, no trabalho, na vida.

  1. Visualize com detalhes, como se tudo já estivesse realizado. Imagine com detalhes o estado desejado. Essa imagem cristalina é algo que irá naturalmente orientá-lo quanto ao que deve ser feito (como começar etc.).
  2. Dê rapidamente o 1º passo. Confie nos "lampejos" que você tem. Se você sente confiança interior (não pense em explicar) aja sem hesitação e dê o primeiro passo. A natureza fará a seqüência acontecer (outros passos seus e de outras pessoas que você toca no primeiro movimento).
  3. Faça tudo "de corpo e alma". Não seja "morno" "fazendo por fazer". Até o "impossível" se torna possível quando nos envolvemos integralmente.
  4. Faça tudo com muita boa vontade e prazer. As probabilidades de dar certo aumentam tremendamente quando fazemos tudo com a mente alegre.
  5. Seja otimista. Não se deixe influenciar pelos cínicos e pelos pessimistas. Ajude a construir o ideal, a cada dia dando o passo do dia.
  6. Concentre-se nos seus pontos fortes. Ao invés de se deixar bloquear por eventuais pontos fracos, ancore-se no que você tem de melhor.
  7. Concentre energia. Evite desperdiçar energia fazendo as coisas "de forma picada", ou começando muitos projetos sem nada concluir.
  8. Decole e vá aperfeiçoando em pleno vôo. Planeje o suficiente. Evite "afogar-se" em "planejamentos que nunca terminam" ou planos que nunca saem do papel.
  9. Esteja sempre focado na busca de soluções. Use sua energia na busca de soluções ao invés de desperdiçá-la lucubrando somente sobre problemas.
  10. Crie condições favoráveis. Procure trabalhar as barreiras positivamente até que elas se enfraqueçam ou desapareçam ao invés de tentar atravessá-las à força.
  11. Seja natural. Não seja derrotado pelo "excesso de esforço". Faça o que tem que ser feito e mantenha a tranqüilidade interior. Dê espaço para a natureza também fazer a sua parte...
  12. Pense sempre nos riscos e nas recompensas. Não se deixe imobilizar pelos riscos. Equilibre sempre tentando visualizar as recompensas possíveis. Uma vez que o balanço lhe pareça equilibrado, aja conforme sua intuição.
  13. Neutralize os "palpiteiros inconseqüentes". Não se deixe influenciar por "opiniões" irresponsavelmente colocadas pelos outros. Aprenda a distinguir conselhos sábios, bem intencionados de comentários "rotineiramente" jogados pelas pessoas.
  14. Evite lucubrar. Não desperdice energia lucubrando demais, principalmente se forem especulações negativas. Ao invés disso, comece a caminhar, mesmo através de um pequeno passo.
  15. Seja transparente. Nem sequer pense desonestamente pois isso drena sua energia. (Já imaginou quanto de energia gastamos, para "proteger" a mentira contada ontem?). Ser transparente multiplica energia. Energia que faz acontecer.
  16. Seja generoso. "A generosidade move montanhas". As coisas fluem melhor à sua volta porque a generosidade faz agir. "Picuinhas", ao contrário, imobilizam as pessoas.
  17. Aja sempre numa postura ganha-ganha. Evite a postura do tirar vantagem de tudo. Aja pensando em benefícios para todos. As coisas passam a acontecer com mais fluidez.
  18. Confie 100% em sua força interior. Fazer acontecer exige fé. Principalmente em si mesmo. É essa convicção que o deixa solto para fazer o que é necessário.
  19. Busque excelência, sempre. Um fazer acontecer efetivo deve sempre estar ancorado na busca do melhor, do perfeito, do ideal. Quão próximos chegaremos à perfeição é outra coisa. O alvo, porém, deve sempre ser a perfeição.
  20. Chute acomodação e "imobilismo" para longe de você. A capacidade de fazer acontecer é algo para ser aperfeiçoado pela vida toda. Não se acomode. Procure sempre melhorar seu próprio recorde.