O Fim do Papado de Bento XVI (12 Fotos)

Às 16 horas desta quinta-feira, sinos em todo o mundo anunciaram o fim do pontificado e o início do período de Sé Vacante. Em sua despedida, Bento XVI disse que será um "peregrino" a partir de agora

Sinos em todo o mundo marcaram a renúncia oficial de Bento XVI e o fim de seu papado, pontualmente às 16 horas (de Brasília) desta quinta-feira (28). Quando o helicóptero que levava Bento XVI levantou voo no Vaticano, os sinos das igrejas de Roma foram badalados em homenagem ao pontífice. Com a oficialização da renúncia, a Igreja Católica entra na Sé Vacante, que vai da morte ou renúncia de um papa à eleição de seu sucessor.
Bento XVI, 265º sucessor do apóstolo são Pedro à frente da Igreja Católica, deixou de ser papa oficialmente após um pontificado que começou em 19 de abril de 2005, quando foi eleito no primeiro conclave deste terceiro milênio para suceder João Paulo II.

Não houve cerimônia especial, já que, como estabelece o Código de Direito Canônico, para que o papa renuncie é preciso apenas que ele o faça em plenas faculdades mentais e o faça perante os cardeais, o que tinha feito já no dia 11 de fevereiro.
O único sinal visível que anunciou que Bento XVI já não era papa foi o momento no qual se escutou no relógio do palácio as badaladas das 20 horas, quando a bandeira papal amarela e branca foi abaixada e a Guarda Suíça fechou a porta de Castel Gandolfo, dando por concluído seu serviço ao papa e deixando o local. A partir de agora, a segurança de Bento XVI está garantida pela Gendarmaria Vaticana.
O papa saiu do Vaticano três horas antes de deixar de ser pontífice e se transferiu à residência de verão de Castel Gandolfo, cerca de 30 quilômetros ao sul de Roma. Bento XVI permanecerá ali até que estejam acabadas as obras de restauração do convento de freiras enclausuradas existente dentro do Vaticano, onde viverá, e seguirá chamando-se Sua Santidade e terá o título de papa emérito.
Sinos
Os sinos de todo o mundo anunciaram o fim do pontificado. Na catedral de Madri, os sinos tocaram às 17 horas (20 horas de Brasília), quando Bento XVI passou a ser papa emérito, e um grupo de jovens se reuniu na praça à frente para agradecer pelos serviços prestados à Igreja Católica.
Na Alemanha, onde nasceu Bento XVI, os 25 milhões de católicos também puderam ouvir os sinos das igrejas do país no momento da renúncia.
Missas extraordinárias começaram a ser celebradas em um grande número de igrejas, como na catedral de Santa Edwiges, em Berlim, para que os fiéis possam orar pelo papa alemão no momento em que ele deixa seu posto.
Na França, duas grandes missas foram celebradas: uma em Lyon e outra em Paris, conduzida pelo arcebispo André Vingt-Trois. Os sinos não soaram na catedral de Notre Dame pois estão sendo substituídos em virtude do 850º aniversário da igreja.
Na América, o continente com o maior número de católicos no mundo, os sinos da Catedral Metropolitana da Cidade do México soaram 60 vezes.
O arcebispo de Assunção anunciou que desde o meio-dia as paróquias da arquidiocese da capital tocaram os sinos ao meio-dia "em sinal de gratidão pelo pontificado de Bento 16", enquanto a Conferência Episcopal Paraguaia analisará em assembleia a renúncia do papa na próxima semana.
Outros países optaram por homenagear o pontífice com serviços religiosos.
A arquidiocese de São Paulo celebrou uma missa na Catedral da Sé, oficiada pelo bispo-auxiliar Tarcísio Scaramussa.
No Rio de Janeiro, cidade que receberá a próxima Jornada Mundial da Juventude, em julho deste ano, foi celebrada na última sexta-feira uma missa de ação de graças pelos serviços do papa.
No Reino Unido, o arcebispo de Liverpool, Patrick Kelly também oficiou uma missa no momento em que o papa renunciou ao pontificado.
A Catedral da Imaculada Conceição de Moscou, principal tempo católico da Rússia, uma missa foi celebrada em russo dedicada a Bento XVI.
Assim como seu antecessor, João Paulo 2º, o agora papa emérito não visitou a Rússia durante seu pontificado, mas o período em que esteve à frente da Igreja foi marcado por uma significativa melhora nas relações do Vaticano com a Igreja Ortodoxa Russa.
Homenagens também foram feitas em países em que os católicos são a minoria.
O religioso da Igreja Católica Maronita no Líbano, pediu aos fiéis que acendessem velas no momento da renúncia, e sugeriu que seguissem o último dia do papa pela TV.
As igrejas do país fizeram orações especiais em honra ao papa na última missa do dia.
Despedida
Pela manhã, em sua última aparição púbica como pontífice, feita da sacada da residência papal de verão em Castelo Gandolfo, Bento XVI disse que está se preparando para entrar na última fase de sua vida.
"Como vocês sabem, hoje é um dia diferente dos outros. Eu serei o supremo pontífice da Igreja Católica até as 20 horas (16 horas de Brasília)", disse. "Depois disso, serei apenas um peregrino que está começando a última fase de sua peregrinação nesta Terra."
O papa deixou o Vaticano em um helicóptero rumo à residência papal de verão, onde vai ficar temporariamente depois de ter renunciado ao pontificado, tornando-se o primeiro papa a tomar essa decisão em seis séculos.
O helicóptero da Força Aérea Italiana branco decolou do heliporto do Vaticano levando o papa, de 85 anos de idade, para Castelgandolfo, ao sul de Roma.
Antes de embarcar no helicóptero, Bento XVI disse adeus a monsenhores, funcionários do Vaticano e a guardas suíços no pátio do palácio apostólico da Santa Sé.
Cardeais vão iniciar reuniões preparatórias na sexta-feira (1º) para decidir quando começarão um conclave para eleger o novo papa.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ola Amigos, deixe aqui seu comentario