O Verdadeiro Amor

Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falava contra o casamento.
Argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga, em vez de se submeter à triste monotonia do matrimônio.
O mestre disse que respeitava sua opinião, mas lhes contou a seguinte história:

“Meus pais viveram 55 anos casados. Numa manhã minha mãe descia as escadas para preparar o café e sofreu um enfarto.
Meu pai correu até ela, levantou-a como pôde e quase se arrastando a levou até à caminhonete.
Dirigiu a toda velocidade até o hospital, mas quando chegou, infelizmente ela já estava morta.
Durante o velório, meu pai não falou.
Ficava o tempo todo olhando para o nada. Quase não chorou. Eu e meus irmãos tentamos, em vão, quebrar a nostalgia recordando momentos engraçados.
Na hora do sepultamento, papai, já mais calmo, passou a mão sobre o caixão e falou com sentida emoção: “- Meus filhos, foram 55 bons anos…Ninguém pode falar do amor verdadeiro se não tem idéia do que é compartilhar a vida com alguém por tanto tempo.”
Fez uma pausa, enxugou as lágrimas e continuou: “- Ela e eu estivemos juntos em muitas crises.
Mudei de emprego, renovamos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade.
Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos concluírem a faculdade, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiam. Oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, e perdoamos nossos erros…
Filhos, agora ela se foi e estou contente. E vocês sabem por que? Porque ela se foi antes de mim e não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só depois da minha partida. Sou eu que vou passar por essa situação, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto que não gostaria que sofresse assim… “
Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas. Nós o abraçamos e ele nos consolava, dizendo: “Está tudo bem, meus filhos, podemos ir para casa.”
E, por fim, o professor concluiu: Naquele dia entendi o que é o verdadeiro amor. Está muito além do romantismo, e não tem muito a ver com o erotismo, mas se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas.

Quando o mestre terminou de falar, os jovens universitários não puderam argumentar.
Pois esse tipo de amor era algo que não conheciam.
O verdadeiro amor se revela nos pequenos gestos, no dia-a-dia e por todos os dias.
O verdadeiro amor não é egoísta, não é presunçoso, nem alimenta o desejo de posse sobre a pessoa amada.

“Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado com certeza chegará mais longe e terá a indescritível alegria de compartilhar, alegria esta que a solidão nega a todos que a possuem…”



Húngaro constrói motocicleta de madeira


O tratorista húngaro Istvan Puskas, de 52 anos, resolveu construir artesanalmente uma moto de madeira. 
Com visual chopper, modelo tem quadro, suspensões, rodas, guidão e até o tanque (em formato de barril) são feitos de madeira. A exceção fica por conta dos pneus, escapamento e motor (a gasolina), além das luzes e alguns parafusos.

Motorcycle made of wood
Motorcycle made of wood
Motorcycle made of wood
Motorcycle made of wood
Motorcycle made of wood

Um Indiano cria Floresta de 550 hectares


Durante 30 anos, o indiano Jadav Payeng se dedicou a transformar um banco de areia em uma floresta de 550 hectares, equivalente a cerca de 550 campos de futebol. Com muita força de vontade, Payeng criou um verdadeiro refúgio natural, que hoje é de grande importância para a fauna da região onde vive, em Jorhat, a 350 km de Guwahati, na Índia. A floresta ganhou o nome de “Madeiras de Molai”, em homenagem ao cachorro que esteve com ele por boa parte do tempo.
Ainda na adolescência, Payeng mudou sua forma de ver o mundo ao passar por um trauma: uma grande inundação trouxe dezenas de cobras e animais pequenos para perto de onde morava e acabou matando grande parte da população local. Para completar, os animais morreram com o calor do sol por não haver sombras.

A região era um grande banco de areia e não havia nenhuma árvore ou outra vegetação. Ao entrar em contato com o departamento florestal nacional, lhe informaram que o local era infértil e nada poderia crescer por ali. A partir desse momento, Payeng resolveu mudar aquela realidade e viveu para transformá-la, plantando sozinho sementes de bambu e outras espécies.
Além de plantar, ele cuidava bem de toda a vegetação, que naturalmente acabou crescendo e se desenvolvendo. O indiano passou a morar na floresta de 550 hectares e decidiu que se dedicaria a restabelecer o equilíbrio ecológico da região, que hoje já é autossuficiente e lar de diversos animais, muitos deles ameaçados de extinção.



Manchas na pele que surgem durante a gravidez



Para evitar que a gravidez deixe as temidas manchas na face, é importante entender o problema e tomar as providências necessárias. A irregularidade típica dessa fase é conhecida como melasma ou cloasma gravídico, e se caracteriza por manchas provocadas pela distribuição excessiva de melanina nas duas primeiras camadas da pele, a epiderme e a derme. “Após exposição solar, o escurecimento pode surgir nas bochechas, na testa, no dorso do nariz, no queixo e acima do lábio superior”, diz a dermatologista Ana Lúcia Recio, membro das Academias Americana e Brasileira de Dermatologia. As incômodas manchas são, na verdade, uma defesa da pele contra agressões como alterações hormonais, uso de medicamentos e, principalmente, exposição ao sol. É preciso ter cuidados a vida toda”, diz Ana Lúcia.

Os três tipos de manchas
Além dos melasmas, há também as sardas e as melanoses solares, ou manchas senis, que surgem na idade avançada em decorrência dos danos causados pelo sol ao longo dos anos. As manchas senis costumam surgir em áreas do corpo como mãos, braços, colo e ombros, e apresentam coloração que varia do castanho ao marrom.
Os tratamentos são semelhantes àqueles indicados para o melasma: cremes clareadores, peelings e alguns tipos de lasers.

Genética e hormônios
“O aumento dos hormônios femininos, estrógeno e progesterona, estimula o funcionamento do melanócito, célula da pele produtora de melanina”, diz o dermatologista Cristiano Tárzia Kakihara, membro das Sociedades Brasileiras de Dermatologia e de Cirurgia Dermatológica. Além da exposição ao sol, a lâmpadas e à radiação da tela do computador, as manchas também são desencadeadas por permanência em ambientes com temperatura elevada, distúrbios da tireóide e dos ovários e uso de medicamentos como antibióticos e anticonvulsivantes. Os melasmas são mais comuns em quem tem pele morena, e a herança genética determina se uma pessoa terá ou não tendência ao problema. Quanto antes tratar, melhor.
Cuidados preventivos minimizam as manchas.
Na hora de lavar o rosto, é preciso escolher os produtos com cuidado. “Como a pele está sensível por causa das alterações hormonais, é melhor que os produtos sejam suaves”, diz o dermatologista Kakihara.

Cremes clareadores
São mais indicados nos casos em que há tendência genética ao problema. Tais despigmentantes devem ser prescritos pelo dermatologista, pois contêm substâncias como ácidos retinóicos, salicílico, glicólico, azelaico, fítico, lático ou mandélico, que bloqueiam a produção de melanina e sua distribuição pelas células da epiderme.

Peeling
Pode ser feito durante e depois da gravidez por indicação médica. O especialista passa um preparado na face que deve ser retirado algumas horas depois. Após dois ou três dias, tem início o processo de descamação e, com isso, a remoção de pigmentos. Duas semanas depois, a superfície já está mais clara.

Laser
Há diversas tecnologias que podem ser usadas pelo dermatologista. “O microdermoabrasão promove um afinamento do tecido epitelial. Além de clarear manchas, aumenta a produção de colágeno e atenua marcas de expressão”, diz Leila Bloch. Já a LIP (Luz Intensa Pulsada) gera um calor na pele que atinge vários alvos, como melanina, vasos sanguíneos e colágeno.



Veja Tambem:






Luxury Motor-Home Criado por A-Cero


luxury caravan
 Some time ago we’ve shown you luxury caravan Futuria and now you have a chance to compare it with another one created by architectural studio A-Cero managed by Joaquin Torres. This mobile home was created for long term living and has everything you might need for this even a garage. All furniture is created from Corian to minimize vibration while movement. Interior is created in minimalistic style and could be easily called elegant. So move on and take a look at this luxury RV
luxury caravan
luxury caravan
luxury caravan
luxury caravan
luxury caravan
luxury caravan
luxury caravan